O Salgueiro começou o desfile com um enredo sobre Xangô, um dos orixás mais importantes da cultura afro-brasileira. A escola trouxe uma apresentação impecável, com um samba-enredo vibrante e uma evolução perfeita da bateria e dos componentes.

Destaque também para o casal de mestre-sala e porta-bandeira, que mostrou muita técnica e elegância na apresentação. A fantasia dos dois era imponente e muito bem-feita, com detalhes que chamavam a atenção dos espectadores.

Além da estética, o Salgueiro mostrou um enredo consistente e bem-construído. A escola explorou os aspectos religiosos e culturais de Xangô, sem deixar de lado a crítica social e política. Isso foi muito bem-recebido pelo público e pelos jurados, que premiaram a escola em diversas categorias.

Outro ponto positivo do desfile do Salgueiro foi a presença marcante da comunidade. Os componentes estavam extremamente empolgados e envolvidos com o enredo, o que se refletiu na performance durante a apresentação. A bateria também mostrou muita energia e precisão, tamanha a sintonia entre os ritmistas e o mestre de bateria.

Mesmo com todos esses fatores a favor, o resultado final do Carnaval do Rio de Janeiro de 2019 foi controverso. Embora o Salgueiro tenha tido um ótimo desfile, a escola acabou ficando apenas em terceiro lugar. Alguns críticos acham que houve uma certa injustiça por parte dos jurados, que premiaram outras escolas com notas maiores do que o Salgueiro em determinadas categorias.

Apesar da polêmica, o desfile do Salgueiro em 2019 serviu para reforçar a posição da escola como uma das mais respeitadas e queridas do Carnaval do Rio de Janeiro. O Salgueiro é uma escola tradicional, que tem em sua história grandes nomes da música brasileira e mundial, como o próprio sambista Chico Buarque.

Com sua apresentação de 2019, o Salgueiro mostrou que está mais vivo do que nunca, sempre mantendo a qualidade e a tradição que fizeram dele um dos principais representantes da cultura brasileira. Que venham mais desfiles e mais vitórias para o Salgueiro, um dos favoritos dos amantes do Carnaval e da cultura popular.